quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

wip as três irmãs # a última mana

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Ena! cá está ela, a última mana, já finalizada. Está pronta há já umas semanas, a ideia era tê-la publicado na altura, mas veio a "pausa forçada" e não consegui. Embora hoje o sol tenha andado a aparecer e a desaparecer, lá consegui tirar umas fotos aceitáveis à pequena. Ei-la.



.
Ainda se lembram das outras manas?


.
Agora falta a sessão fotográfica conjunta e vermos qual o efeito, ou efeitos, que as três manas conseguem produzir. Preciso de mais uns dias para poder realizar a dita sessão, há que arranjar tempo e ter muita luz natural na sala, onde tenho um sofá que está mesmo a pedi-las. As manas voltam em breve, todas juntas, e com uma novidade associada, espero, pelo menos estou já a trabalhar na ideia, veremos o que consigo.
Muuuuito obrigada por passarem por aqui e desejo-vos um resto de feriado em grande.


Até já
Ana Lado B

domingo, 4 de dezembro de 2016

É tempo de voltar

domingo, 4 de dezembro de 2016
.
Sabem aquela sensação quando chegamos muito atrasados a determinado sítio? é o que estou a sentir neste preciso momento. A última vez que estive por aqui foi à três semanas atrás e nessa altura falava eu de como é importante e aconchegante termos tempo para nós. E é, sem qualquer dúvida, mas o facto é que passados uns dias dessa publicação recebi um telefonema da minha filha que me virou a vida ao contrário. O meu pai foi hospitalizado e eu, sem ter tempo sequer para dizer ai, apanhei o primeiro comboio para Lisboa e estive por lá até há dois dias atrás. Nunca na vida fiz uma mala tão depressa, sinceramente, a aflição foi tanta que nem devo ter demorado dez minutos. Não houve tempo para nada, umas peças de roupa interior, a escova de dentes, uma muda de roupa, um livro e um abraço apertado aos meus filhos antes de sair de casa. Nem deu para escolher um dos trabalhos do Lado b que tinha em mãos. Vivi outra vida. Longe dos meus filhos mais novos e do pai R as saudades bateram muito forte, não foi fácil. Tomei conta da minha mãe, que infelizmente já não tem qualquer condição para poder estar sozinha, e visitei o meu pai no hospital durante onze dias seguidos. Finalmente, e felizmente, e também graças à sua vontade de lutar pela vida, melhorou bastante e teve alta. Trouxe-os comigo para o norte, vão fazer uma temporada aqui por casa, precisam de muitos cuidados e mimos. Durante uns tempos vai ser assim, achamos ser a única forma de vê-lo a reabilitar o quanto antes para poder ver a sua vida devolvida. Com tudo isto o fazbemaosolhos esteve suspenso no tempo. Preciso de uns dias para voltar a focar-me em tudo o que deixei para trás, e quando digo tudo refiro-me mesmo a tudo sem excepção, Lado B mas também Lado A. Tal como disse no início desta publicação, estou com aquela sensação estranha de quando chegamos extremamente atrasados a algum sítio... mas cheguei, e de momento é tudo o que importa. Vou organizar-me e em breve estarei convosco para dar continuidade a tudo o que deixei por aqui.
Ah, e a foto que abre este post é um trabalho que iniciei enquanto estive em terras do sul. Como disse, não tive tempo de colocar na mala nenhum dos trabalhos que trazia em mão. Em Almada comprei uns novelos e voltei ao tricot. Além de ajudar a relaxar é uma vontade que trazia há algum tempo. Já estou nas mangas, é uma camisola para o pai R.
Tenham um excelente domingo.


Até já
Ana Lado B

Faz bem aos olhos | Crochet - Crafts - Lifestyle © 2014