Era uma vez... uma pequena manta

Era uma vez uma pequena manta que vivia num saco muito bonito na companhia de um rato, uma joaninha, uma bolota e uma raposa.


Apesar de gostar muito dos seus amiguinhos, a manta sentiu a vontade de conhecer outros lugares e conquistar novos amigos. Um dia, decidiu pular para fora do seu saco e mostrar-se ao mundo, na esperança de que alguém se apaixonasse por ela.


Sonha com uma nova companhia, alguém que dela precise. Pode ser um bebé, uma criança, uma jovem ou uma velhinha. A manta, pequenina mas quente, macia e muito vaidosa pelas suas cores, está agora à espera que surja a sua sonhada nova companhia, que a trate com carinho e lhe dê alegria, prometendo também tomar conta de quem dela cuidar, jurando amor eterno a quem tanto a estimar.


... e um dia esta história terminará com um "e foram felizes para sempre". The End!
. . . . 

Esta pequena manta, a que apelidei de "mini gypsy blanket" foi um dos primeiros trabalhos que executei quando criei o blogue. Nutro uma forte paixão por mantas tradicionais, adoro-as! São as mantas granny square, granny stripes e as zig-zag, aquelas que moram no mundo do croché há gerações e gerações que tanto me encantam. Tenho prazer em crochetá-las, das pequenas às maiores, nunca me canso de as fazer, imaginar outras, combinar as cores... é uma festa! Tenho algumas guardadas e agora decidi colocá-las à disposição de quem as quiser. E penso que a seguir virão outras e outras... e outras... ... ...




Encontram aqui as informações sobre a mini gypsy blanket

Aproveito para relembrar que este é o primeiro fim-de-semana de Primavera. Desfrutem-no!
Sejam (muito) felizes ;)

Até já
Ana Lado B


6 comentários

  1. Tão linda a tua história Ana :) E mais linda a tua manta :)
    Também gosto muito de mantas :D
    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  2. Belo momento repleto de um lindo colorido!
    Uma manta bem vistosa!!! Bom sábado!

    ResponderEliminar
  3. Também adoro estas mantas.
    Acabei muito recentemente uma com granny trypes e tenho em mãos outra com granny squares.
    O pior vai ser rematar aquelas pontas todas ...
    bjs e bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São viciantes, as mantas! Pois é, as pontas por rematar... a parte mais difícil de todo e qualquer trabalho. E nas mantas parece interminável! Confesso que nessa fase apetece-me sempre ter qualquer coisa como uma varinha de condão para rematar tudo em breves segundos... seria fantástico! eheheh beijinhos e boa semana ;)

      Eliminar

Muito obrigada pelas vossas palavras!
Thank you so much for your words!