sexta-feira, 16 de junho de 2017

dois dedos de mim

sexta-feira, 16 de junho de 2017
.
Tenho andado a mil à hora com o meu Lado A!!! É altura, é sempre assim quando o Verão se aproxima. Óbvio que por causa disso mesmo não tenho tido o tempo que gostava para estar por aqui convosco, ou para dar às agulhas. Mas não há problema, porque embora Junho seja sempre aquele mês em que tudo acontece ao mesmo tempo, seguem-se meses em que estarei mais descontraída e com tempo para dedicar ao meu Lado B. Sabem, a verdade é que apesar de não trazer nada para vos mostrar, nem trabalhos acabados, nem cores novas para adorar, nem quintais com plantas e plantinhas, nem campismos e retiros, nem... nada, o certo é que senti uma vontade enorme de falar convosco. Há dias em que apetece virar a página e hoje senti aquela vontade de vir aqui e revelar-vos um pouco mais sobre mim. E assim, aleatoriamente e de repente (!) aqui vai. Não gosto de estar perto de pessoas com tendências depressivas, de pessoas verborreicas, de pessoas tendenciosas, de pessoas sem qualquer sentido de humor, de pessoas brutas, de pessoas frias, de pessoas conflituosas, de pessoas mentirosas, de pessoas aproveitadoras e interesseiras. Gosto muito de estar perto de quem gosta de mim, de quem amo, de quem admiro, de quem me faz bem, de quem tem um bom sentido de humor, de quem se sente feliz e me faz feliz, de quem é simpático, generoso, justo, integro, cordial e verdadeiro. Gosto de viver sem regras, sem preconceitos, sem obrigações nem imposições, sem horas marcadas para tudo, sem listas infindáveis do que devia ter feito e ainda não fiz, sem pessoas a ditar-me ordens, sem gente sem escrúpulos, sem gente medíocre, egoísta, fundamentalista, bacoca, conservadora e puritana. Tirem-mos da frente! Ah, e também não gosto da burocracia, aliás, odeio-a. Gosto muito de estar à mesa com os meus amigos e com a minha querida família, gosto de viajar, de conhecer, de viver novas experiências. Gosto de ser ateia e gosto de respeitar quem não o é. Gosto que me respeitem. Gosto de ser livre, gosto do silêncio, gosto do campo, do cheiro do mar, do cheiro do café acabado de fazer e do cheiro da roupa lavada e tenho muitas saudades do cheiro dos meus filhos quando eram bebés. Não gosto de arrumar, limpar, esfregar ou engomar, mas sou incapaz de viver num espaço desarrumado, sujo e desorganizado, por isso faço tudo o resto que disse não gostar de fazer, mas sabe-me bem quando está feito e posso usufruir do que fiz. Gosto muito de cozinhar, mas não gosto de fazer bolos e sobremesas. Gosto de os comer, mas gosto mais de salgados. Não gosto de dormir à tarde, nem mesmo quando estou de férias, mas gosto de me esquecer do tempo enquanto mergulho num livro. Gostava de ler mais, já li muito, agora leio menos. Gosto muito de ir ao teatro, dispenso idas ao cinema, mas também gosto de cinema. Gosto de escrever, mas não escrevo como gostaria de escrever. Gosto muito da minha casa, mas não gosto do barulho dos pés dos vizinhos de cima. Gosto de conversar, adoro ouvir. Gosto de cores, de conforto, de dar e receber mimos. Gosto de lãs, fios, agulhas e afins. Não gosto de biblots nem de guardar objectos que nada me dizem. Gosto muito de plantas, de mexer na terra, e gosto muito de bichos e bicharocos, menos de alguns insectos... esses causam-me arrepios. Adoro a minha Helga (a cadela) e as minhas gatas, mas não gosto do lixo que fazem. Não gosto de mudar a areia aos gatos. Passo. Não gosto de dar banho ao cão. Passo. Não gosto de arrumar a cozinha. Passo. Não gosto de despejar a reciclagem nem de levar o lixo à rua. Passo. Gosto muito do meu companheiro, que preenche estas minhas lacunas. Gosto muito dele, por tudo o que é e pelo que me faz sentir. Gosto de amar incondicionalmente. Sou romântica mas nem sempre gosto de romantismos. Não tolero a mentira nem a desonestidade. Não tenho paciência para a futilidade nem para a exacerbação da vaidade. Gosto do que me faz bem aos olhos. Gosto de me sentir feliz. Gosto de receber flores, beijos e abraços. Gosto de estar aqui. Gosto de sentir que há gente que está aqui. Gosto de ser mãe das três criaturas mais adoráveis do universo e mais além. Uma delas fez ontem vinte e cinco anos. Gosto de a ver feliz. Gosto das memórias que o tempo me vai deixando. Gosto de viver e de sonhar e não gosto que me impeçam de o fazer.


Até já
Ana Lado B


7 comentários:

  1. Olá!
    Lindo!
    Obrigada pelas palavras que a deixam tão bem definida perante quem lê estas linhas.
    Continue sempre a ser a pessoa que é!
    Bjinhos
    Adelaide Pereira

    ResponderEliminar
  2. E adorei ler-te! Identifico-me com quase tudo que falas, principalmente os preconceitos e imposições. Não me imponham porque sou capaz de fazer exatamente o contrário! Beijinho, Ana, e continua assim: autêntica, genuína e cheia de luz.

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana
    Li e cheguei a uma conclusão, a Ana é uma ótima pessoa, "normal" para a época.

    Um abraço
    Maria de Lurdes (Disto & Daquilo)

    ResponderEliminar
  4. Olá minha querida.
    Adorei ler as tuas palavras e conhecer mais um bocadinho de ti.
    Revi-me em muitas das tuas palavras.
    Muito obrigada por está partilha.
    Obrigada também por estares aqui a tornar o mundo da blogosfera mais bonito e inspirador.
    Beijinho enorme 💚

    ResponderEliminar
  5. Bemmmmmmmmmm, já não vinha aqui há algum tempo e deparo-me logo com isto??? ADOREI ler-te e conhecer um bocadinho mais de uma pessoa que, já desde "inicio", me parece 5 estrelas (há coisas q se sentem e não se explicam, não é?). Este texto só veio mostrar-me ainda mais a pessoa execpcional que me pareces ser. Revejo-me bastante em certos aspectos e, por vezes, até parecia que tinha sido eu a escrever, principalmente quando disseste "Gosto muito da minha casa, mas não gosto do barulho dos pés dos vizinhos de cima". Como te entendo!!!! eheheheheheh
    Beijinho grande e obrigada por esta partilha maravilhosa.

    ResponderEliminar
  6. Olá Ana,

    Bem mais que dois dedos, rs, viver como se gosta e como se quer.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Tão bom Ana :)
    Adorei ler este post, viciante :D :D :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Faz bem aos olhos | Crochet - Crafts - Lifestyle © 2014