domingo, 4 de dezembro de 2016

É tempo de voltar

domingo, 4 de dezembro de 2016
.
Sabem aquela sensação quando chegamos muito atrasados a determinado sítio? é o que estou a sentir neste preciso momento. A última vez que estive por aqui foi à três semanas atrás e nessa altura falava eu de como é importante e aconchegante termos tempo para nós. E é, sem qualquer dúvida, mas o facto é que passados uns dias dessa publicação recebi um telefonema da minha filha que me virou a vida ao contrário. O meu pai foi hospitalizado e eu, sem ter tempo sequer para dizer ai, apanhei o primeiro comboio para Lisboa e estive por lá até há dois dias atrás. Nunca na vida fiz uma mala tão depressa, sinceramente, a aflição foi tanta que nem devo ter demorado dez minutos. Não houve tempo para nada, umas peças de roupa interior, a escova de dentes, uma muda de roupa, um livro e um abraço apertado aos meus filhos antes de sair de casa. Nem deu para escolher um dos trabalhos do Lado b que tinha em mãos. Vivi outra vida. Longe dos meus filhos mais novos e do pai R as saudades bateram muito forte, não foi fácil. Tomei conta da minha mãe, que infelizmente já não tem qualquer condição para poder estar sozinha, e visitei o meu pai no hospital durante onze dias seguidos. Finalmente, e felizmente, e também graças à sua vontade de lutar pela vida, melhorou bastante e teve alta. Trouxe-os comigo para o norte, vão fazer uma temporada aqui por casa, precisam de muitos cuidados e mimos. Durante uns tempos vai ser assim, achamos ser a única forma de vê-lo a reabilitar o quanto antes para poder ver a sua vida devolvida. Com tudo isto o fazbemaosolhos esteve suspenso no tempo. Preciso de uns dias para voltar a focar-me em tudo o que deixei para trás, e quando digo tudo refiro-me mesmo a tudo sem excepção, Lado B mas também Lado A. Tal como disse no início desta publicação, estou com aquela sensação estranha de quando chegamos extremamente atrasados a algum sítio... mas cheguei, e de momento é tudo o que importa. Vou organizar-me e em breve estarei convosco para dar continuidade a tudo o que deixei por aqui.
Ah, e a foto que abre este post é um trabalho que iniciei enquanto estive em terras do sul. Como disse, não tive tempo de colocar na mala nenhum dos trabalhos que trazia em mão. Em Almada comprei uns novelos e voltei ao tricot. Além de ajudar a relaxar é uma vontade que trazia há algum tempo. Já estou nas mangas, é uma camisola para o pai R.
Tenham um excelente domingo.


Até já
Ana Lado B

17 comentários:

  1. Já tinha sentido a tua falta Ana! Fico feliz por saber que tudo se está a compor e o teu pai já se encontra melhor de saúde.

    Que bom que voltaste ao tricot! Estou ansiosa por ver a camisola terminada! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Fátima, nunca fico assim tanto tempo ausente, mesmo quando o Lado A aperta. Mas cá estou ;) eheheh, já viste, demorou mas acabou por acontecer, voltei ao tricot e sabes, está-me a saber muito bem fazer esta camisola :D

      Eliminar
  2. Olá Ana :)
    A vida muitas vezes sem esperar prega nos partidas e há que se ajustar a essas realidades.Fico aliviada por saber que o teu pai recuperou.
    Acho uma exelente ideia o facto de os teres contigo, desta forma penso eu de que o coração fica mais sossegado .
    Quanto aos trabalinhos se te fazem bem continua, o vires aqui dá tempo quando houver "o tempo"
    Tenham uma semana feliz na medida do possível
    bjs
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Lulu, e ajustarmo-nos às novas realidades é muito mais rápido do que podemos alguma vez planear. De um segundo para outro, tudo muda! Mas felizmente o meu pai está no bom caminho e tê-los ao pé de mim é como dizes, fico muito sossegada :) Aaah, vais ver, não tarda nada tenho novos projectos para partilhar aqui, convosco. Isto já faz parte do meu sistema respiratório eheheheh

      Eliminar
  3. Olá Ana!!

    Vejo que foram tempos atribulados, mas felizmente as coisas agora já estão mais calmas e o teu pai melhor! Que bom!
    Agora é uma questão de dias para que voltes às tuas rotinas!
    Beijinho grande e as melhores para o teu pai!

    PS: a camisola está a ficar muito bonita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se foram Catarina! Mas é isso, já passou e agora siga para a frente! De momento tudo se está a compor e as rotinas já estão de volta :) obrigada, bjs*

      Eliminar
  4. Glad you're back!
    soldenochedecocrochet.blogspot.com.ar

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana, já tinha dado pela tua ausência, mas é mesmo assim, por vezes o chamado da vida real, fala mais alto. Ainda bem que o teu pai está melhor e que os tens contigo. Será talvez uma nova realidade para eles e vcs, mas tudo se há-de compor. Quero agradecer as palavras tão gentis que deixaste no blog. Aliás , tenho lá comentários lindos! não mereço, a sério! Quanto ao IG, devias lá ter conta, pois funciona (pelo menos para mim) como um pinterest, é uma fonte inesgotável de inspiração. Tens lá trabalhos lindíssimos em crochet, do jeito que gostas e fazes. O trabalho que tens em mãos, promete. Cores masculinas! beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mereces sim! :) pois, o instagram... talvez seja para breve. Sabes o que me aborrece no instagram? o facto de andar sempre de telemóvel em punho. Mas claro que tens razão, é uma fonte inesgotável de inspiração, aparecem ideias que fazem muito bem aos olhos, sem dúvida. Sim, estas cores são a cara do meu R pai, o efeito da lã resulta muito bem, está a ficar o must!

      Eliminar
  6. Você deve cuidar de seu povo! mas você deve cuidar de si mesmo! Falo por experiência, passei muitas noites em hospitais semanas com os meus pais. Espero que seus pais têm autonomia e são logo recuperado, é o que podemos esperar na velhice. Aguardamos seu retorno. A família é importante! mas ainda fazer um pouco de lã actividade algum tempo quando você pode, portanto, relaxar! Um grande abraço e boa sorte! Feliz dezembro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras Cristina :) de momento estamos bem, a viver uma nova etapa mas bem.

      Eliminar
  7. A vida tem destes imprevistos, mas o importante é que está a recuperar e com mimos da filha ainda melhor, gosto da camisola tem umas cores tão bonitas, beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras, Ana :) é verdade, com mimo tudo se combate, ou pelo menos ajuda, e muito!

      Eliminar
  8. A vida às vezes pregas-nos partidas, mas ainda bem que correu tudo pelo melhor ;) Agora é dar muito mimo e atenção :D :D
    Beijinhos Ana :)

    ResponderEliminar

Faz bem aos olhos | Crochet - Crafts - Lifestyle © 2014