sexta-feira, 15 de maio de 2015

Eterno azul

sexta-feira, 15 de maio de 2015
De vez em quando vou passear à baixa do Porto. Gosto de palmilhar, olhar as ruas e as gentes, entrar nas lojas novas, visitar as de sempre, descobrir as novidades. Estes passeios não são mais do que pequenas escapadelas para estimular e inspirar a mente e normalmente regresso a casa cheia de ideias e com novos materiais no saco. Da última vez comprei este fio,


um algodão mercerizado em tons de azul, o eterno azul, a minha cor preferida. Comprei-o numa antiga retrosaria junto ao Bolhão, daquelas à moda antiga, com os materiais todos à vista, ora nas prateleiras, ora pendurados aqui, ali e acolá, produzindo uma amálgama de cores e informação. E no meio de umas prateleiras lá estavam estas meadas. Ainda não sei muito bem o que posso vir a fazer com elas mas quando as vi gostei muito da cor, do degradé, da espessura e da rusticidade do fio. 




Só comprei duas meadas, portanto seja o que for que venha a executar terá de ser de pequena dimensão ou então um trabalho que faça render muito o fio. Talvez uma peça para vestir, não sei se chega mas ando com vontade de fazer uma camisola, de ponto muito aberto, para vestir por cima das t-shirts. É uma ideia, veremos o que acontece.

Até já
Ana Lado B

4 comentários:

  1. Gosto muito desses azuis, fazem-me lembrar as ilhas gregas!
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo Paula, são azuis tão luminosos.
      bjs e boa semana

      Eliminar
  2. Eu adoro o azul, em quase tudo, ou não tivesse eu nascido junto ao mar.

    E estes dois tons de azul são lindos!

    Fico à espera de ver aquilo em que se vai tornar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de facto muito inclinada para a tal camisola. Já ando a espreitar uns modelos ;)
      boa semana, bjs

      Eliminar

Faz bem aos olhos | Crochet - Crafts - Lifestyle © 2014